CONHEÇA A CIDADE FRANCESA ONDE É PROIBIDO USAR ROUPAS: CAP D'AGDE

CONHEÇA A CIDADE FRANCESA ONDE É PROIBIDO USAR ROUPAS: CAP D'AGDE

“CAPITALE DU LIBERTINAGE”... Situado na costa mediterrânica de França, na comuna de Agde, encontramos um dos complexos turísticos mais afamados do mundo liberal, Cap D'Agde (Cabo de Agde).

Cap D'Agde começou por ser apenas uma vila piscatória, mas devido à sua localização e clima, rapidamente se tornou num destino turístico extremamente apelativo. Inicialmente, famílias inteiras passavam as suas férias nesta vila e praticavam nudismo. Colocando os padrões impostos pela sociedade do lado de fora da vila e levando um estilo de vida tranquilo, mais ligado à natureza e menos convencional.

A fama da vila naturista de Cap D'Adge alastrou-se mundo fora e nos dias de hoje, é considerado o destino de eleição do mundo liberal. Todos os Verões, Cap D'Agde recebe em média 50 mil turistas, vindos de todos os cantos do mundo. Sendo os mais comuns, franceses, ingleses, alemães, italianos, belgas, holandeses, americanos e canadianos.

CONHEÇA A CIDADE FRANCESA ONDE É PROIBIDO USAR ROUPAS: CAP D'AGDE “CAPITALE DU LIBERTINAGE”

Houve quem a denomina-se por “Capital do sexo em público”, pois é permitido ter sexo em algumas das praias de Cap e não só. Cap D'Agde é um destino inigualável, onde o sexo é vivido no seu expoente máximo e onde encontramos todos os tipos gostos sexuais. Se existe local onde a diferença é mais do que aceite é em Cap.

Ao longo de 2 km de areal encontramos três áreas bem separadas. A maior área é destinada a naturistas (famílias, casais, homens, mulheres), de seguida temos a Baía dos Porcos, destinada a pessoas liberais (casais, mulheres e homens) e uma terceira reservada aos homossexuais. É proibido usar qualquer tipo de aparelho que possa captar imagens. “O que acontece em Cap fica em Cap”.

Quanto ao tipo de pessoas que visitam este paraíso, não existe um padrão. Existem pessoas de todas as idades, com todo tipo de corpos, com formas de estar bastante distintas, formas de “vestir” surpreendentes e mentalidades enriquecedoras. São todos bem-vindos, desde que venham por bem e que não condenem o próximo.

No seguimento do parágrafo anterior, as pessoas com mobilidade reduzida apreciam este destino, porque se sentem integradas e aceites por esta comunidade. No que diz respeito às infra-estruturas, nada é perfeito, mas existem acessos à praia preparados para pessoas que andem de cadeira de rodas. Em relação aos hotéis, a maioria tem elevador, no entanto é necessário ter algum cuidado, quando falamos de apartamentos, chalés ou “villas”. Nestes casos, o melhor é arrendar ao nível do chão. Quanto às lojas, bares e restaurantes, todos eles têm uma rampa de acesso.


Cap D'Agde pulsa dia e noite, praias cheias de liberais e libertinos, onde tudo pode acontecer, pool parties” dentro de complexos turísticos, tal como o “Le Jardin D'Eden” e o “Le Jardin de Babylone, onde quase tudo é permitido (estes dois “resorts” são exclusivos para casais), festas em casas particulares, bares, restaurantes, saunas, “spas”, clubes nocturnos e lojas de todo o tipo.

No que diz respeito ao “dress code”, não existe nenhum obrigatório. Contudo, alguns clubes podem exigir que os cavalheiros usem camisa e calças. As mulheres são mais sortudas, podendo ser mais “criativas”. Porém, na generalidade, tanto homens como mulheres podem usar o que entenderem e quanto mais ousado melhor.

Todavia, é essencial levar chapéu, toalha, óculos de sol, protector, chinelos e alguma roupa quente, pois as noites podem ser frias. Os homens devem levar pelo menos um par de sapatos (por exemplo, o Le Glamour exige que os homens usem sapatos), uma camisa e um par de calças. Por último, é também aconselhável levar alguma roupa para andar fora da vila.

Os melhores meses para visitar Cap D'Agde são de Maio a Setembro, sendo o pico de afluência Julho e Agosto, uma vez que são os meses mais quentes do ano. Nos outros meses o “resort” encontra-se praticamente deserto.

Este complexo turístico é fechado e por esse motivo possui uma entrada especial. Quando se chega à entrada, é feito o check-in (é necessário ter o cartão de cidadão) e pagar uma taxa (ver tabela abaixo) para poder frequentar Cap D'Agde. Em troca é vos dada uma pulseira colorida e o comprovativo de pagamento. Caso queiram sair de Cap D'Adge e visitar Agde, assegurem-se que levam convosco o comprovativo de pagamento, bem como a vossa identificação.

TABELA COM OS PREÇOS 2018

PREÇOS 2018

Apenas a título de curiosidade, Agde é uma cidade maravilhosa e digna de ser vista. Não só é uma cidade bonita, com vista para o Mediterrâneo, como possui uma bela marina, com excelentes restaurantes e bares. Outra curiosidade são as imensas vinhas que existem, onde é possível fazer degustação de vinhos.

Esperamos que, todos os amantes de uma vida mais liberal ou libertina (e que ainda não conheçam Cap) tenham encontrado neste artigo, informações úteis para que a vossa viagem a esta “capital” completamente fora dos padrões convencionais, seja inesquecível.

Bom voyage!

Booking + Information:

(+351) 913 790 000 | (+351) 211 912 400

info@erotic.pt | www.erotic.pt

Posted on 2019-03-28 by Erotic Travel VIAGENS (EROTIC TRAVEL) 0 3009

Leave a CommentLeave a Reply

Blog categories

Últimos Comentários

Blog search

Related articles

Compare 0
Prev

No products

To be determined Shipping
0,00 € Total

Check out